Um tiro nos incentivos fiscais goianos

Out 27, 2017 No Comments by

Mal acabou a festa em comemoração à histórica vitória da convalidação dos incentivos fiscais, com efusivas declarações e devidas homenagens de todos os lados, uma bala atravessa o salão e atinge em cheio os incentivos fiscais goianos.

De onde veio essa bala?

Do STF? Não.

Do Congresso? Da Bancada paulista? Não.

Do governo federal? Do Confaz? Não e não.

Veio do Governo de Goiás, via decreto.

Impacto real da bala ainda se vai medir, mas a violência do ato (um tiro) abala tanto quanto ou mais que o próprio tiro. Assusta. Frustra a todos – dentro e fora do Estado, na véspera da retomada do crescimento e dos investimentos.

Se a arma utilizada não era do governo, era do TCE, é de menor importância, pois o tiro não foi acidental, não foi bala perdida – foi certeiro.

Os programas como Produzir e Fomentar, que já não são tão atrativos quanto aos de outros Estados, precisavam de reformas e ajustes para aproveitar melhor o período de 15 anos conquistado pela convalidação.

O ajuste, para pior, veio. Mantido, em dois ou três anos, vamos estar ao lado de São Paulo, criticando os incentivos fiscais, articulando no Congresso ou com ações na Justiça contra os Estados que vão receber nossas indústrias (ou as que poderiam vir para cá) por manterem programas realmente competitivos, pois vamos assistir uma revoada de indústrias (e empregos) do Estado.

Negócios

About the author

The author didnt add any Information to his profile yet
No Responses to “Um tiro nos incentivos fiscais goianos”

Leave a Reply